A importância das mulheres de Star Wars

1

Infelizmente a atriz Carrie Fisher nos deixou recentemente, porém o legado da princesa Leia estará gravado para sempre em toda a história da saga e do cinema mundial, além é claro, da personagem ser uma referência para milhões de fãs em todo o mundo. Referência de heroína sim, pois antes dela não me lembro de haver uma personagem feminina tão ousada, destemida, corajosa, esperta, valente, líder etc., e ainda ter que sustentar o título de princesa. George Lucas nos queria mostrar desde o início da saga a importância das mulheres de Star Wars. Vimos a princesa Leia pela primeira vez em Uma Nova Esperança e nos surpreendemos ao vê-la, capturada e sem hesitar, afrontar o militar imperial de maior patente que estava a bordo da Estrela da Morte no momento, Grand Moff Tarkin. Leia não se deixou intimidar e enfrentou com muita coragem, olho no olho, tanto Darth Vader quanto o próprio Tarkin. Vocês já viram uma mulher tomar uma atitude tão ousada assim? Imaginem se levássemos essa cena para a vida real, por exemplo, imaginem que o Nazismo capturou a princesa de Mônaco para obrigá-la a dizer onde estão os planos roubados da bomba atômica, e a princesa, assim como a nossa querida Leia, dissesse para o próprio Adolf Hitler e Benito Mussolini o que Leia disse para Vader e Tarkin? É eu sei, talvez ela seria fuzilada com um tiro na cabeça por ali mesmo e nem teria tempo de presenciar a destruição do Principado de Mônaco.

O fato é que já em 1977, Star Wars já nos dava um poder feminino tão revolucionário que ia demorar muito até aparecer uma personagem assim com tamanha coragem em algum outro filme. A partir daí as outras mulheres de Star Wars que nos foram apresentadas também não ficaram para trás quando o quesito é coragem e determinação. Vamos para a Trilogia Prequel, bem antes das recentes obras da Disney na Lucasfilm, os prelúdios já nos davam uma personagem feminina que lutou tanto na política, nas suas audiências no Senado, quanto no campo de batalha, no início das Guerras Clônicas em Geonosis, Padmé Amidala teve sua parcela de importância não muito grande como a filha, mas o suficiente para se revelar como uma boa personagem feminina para a saga. Lógico que o fato dela ser a progenitora dos nossos heróis, Luke e Leia, já deixa no ar certa relevância para a personagem.

Nas novas produções, Rey, no entanto, ainda é uma incógnita, sabemos pouco ou quase nada de seu passado e talvez possamos descobrir nos próximos capítulos, por enquanto até onde a vimos em O Despertar da Força, Rey se mostrou bastante segura enquanto esteve presa dentro da base Starkiller, e usou seu conhecimento da Força para enfrentar Kylo Ren e se livrar da fortaleza bélica da Primeira Ordem com muita bravura. No derivado Rogue One, Jyn Erso, juntamente com outros rebeldes, se mostrou também muito corajosa e sua determinação foi crucial para que, com o roubo dos planos secretos, pudesse se descobrir o ponto fraco da Estrela da Morte e sua possível destruição pela Aliança Rebelde, tendo Luke como o principal artilheiro dando o tiro preciso para o desfecho da superarma. Entretanto destacar a importância apenas das mulheres de Star Wars é algo incompleto, pois elas, assim como os homens, os droides e os alienígenas das mais diversas espécies dentro de todo o universo de Star Wars deixaram para nós mais do que coragem e determinação em seus feitos, esses vários personagens nos deixaram valores que vão além de qualquer ideologia. Eles foram altruístas muito mais do que corajosos e isso é uma das coisas mais importantes que devemos ser na vida. Eles se arriscaram ao máximo para que a galáxia pudesse ter paz, eles foram princesas, rainhas, rebeldes, sucateiros, desertores, heróis… Todos eles foram esperança.

Frase de Star Wars que não está em Star Wars:

“Nós somos a esperança.” Por Princesa Leia

Compartilhe

Sobre o autor

Marcelo Mesquita é membro do Conselho Jedi do Rio de Janeiro e apaixonado por Star Wars.

1 Comentário

Deixe seu comentário