Pablo Hidalgo fala sobre os aliens de Rogue One!

0

Pablo Hidalgo, membro do departamento de histórias da Lucasfilm, conversou com Dana Jennings, produtora associada da empresa. Na entrevista, Pablo revelou detalhes sobre os aliens de Rogue One: Uma História Star Wars.

Confira:

Dana Jennings: Obrigado por passar um tempo conosco falando sobre os aliens de Rogue One, Pablo! Após ver o filme, eu, assim como muitos outros, ficamos com muitas dúvidas sobre os novos personagens do plano de fundo. Existe um em particular – que eu me lembro do primeiro trailer – que está dormindo em uma cama na frente de Jyn, na prisão. Ele tem tentáculos saindo da sua face. Quem é esse cara e o que você pode contar mais sobre ele e sua espécie?

Pablo Hidalgo: Bom, inicialmente, vamos esclarecer uma coisa: ele é, na verdade, ela. A novelização de Rogue One, escrita por Alexander Freed, explica que a parceira de cela de Jyn chama a si mesmo de “Nail”. Mas, na verdade, todos a chamam de “Kennel” porque ela possui parasitas. O nome real dela é Oolin Musters e ela é interpretada por Kiran Shah.

Dana Jennings: Alguma ideia dos motivos dessa criatura ter sido escolhida para essa cena, ao invés de um rosto familiar?

Pablo Hidalgo: Eu sei que essa criatura foi criada para ser um pedestre nas ruas de Jedha. Eu não sei se foi uma promoção para a personagem torná-la uma prisioneira de Wobani. Mas, ao menos, Nail teve um tempo de tela a mais. Mais uma curiosidade para você: o nome de produção desse alien era “Blue Top”.

Dana Jennings: Eu não conseguia parar de pensar nessa personagem. Existem muitos personagens não-humanos em Rogue One, que possuem um tempo significante nas telas, mas nós vemos muita ação de Edrio Two Tubes. Edrio e Benthic são, para mim, aterrorizantes, o que me faz amá-los ainda mais. Eles são descritos como parceiros de Tognath, não necessariamente irmãos. Você pode explicar o que isso significa?

Pablo Hidalgo: Tognath nascem de ovos que ficam em uma gosma suspensa. Nessa gosma, um ou mais ovos podem se desenvolver juntos. Mas, esses ovos não nascem, necessariamente, dos mesmos pais.

Dana Jennings: Outro alien que vemos é Pao. Ele é o meu personagem preferido de Rogue One, mas após vê-lo no filme eu vi muito pouco sobre ele. Bom, o que vi é que ele gosta de gritar com aquela boca enorme. É algo típico de sua espécie, os Drabatans?

Pablo Hidalgo: Eu acho que Pao que é um ponto fora da curva dos Drabatan comuns, mas eu espero que o seu povo o veja como alguém representativo. Uma história que eu quis colocar no Ultimate Visual Guide de Rogue One é que ele tinha uma vida média antes de entrar para a Rebelião. Ele era um engenheiro que sentiu necessidade de fPaazer algo sobre o Império.

Dana Jennings: Um dos aliens que recebeu muita atenção, principalmente após a Star Wars Celebration, foi Bistan, ou o “Space Monkey”, como gostamos de chamá-lo. Eu não esperava que ele fosse fazer barulhos de macacos, então foi uma surpresa agradável. O planeta lakar é descrito como uma floresta, na qual Bistan podia pular de árvore a árvore. Se nós visitássemos lakar, iríamos ver um monte de macacos pulando de árvores em árvores, ou os lakarus são mais parecidos com os humanos? Já que Bistan veste uma roupa espacial, eu posso imaginar que eles, no mínimo, também vestem roupas?

Pablo Hidalgo: Como eles não são uma população com muito tempo no espaço, não os vejo como primitivos. Eles estão à frente dos Ewoks tecnologicamente, mas tecnicamente atrás dos Wookiees. Além disso, eu vejo Bistan como um ser mais inteligente que os lakaru normais.

Além disso, eu nomeei o povo lakaru em homenagem aos macacos uakari da Amazônia.

Dana Jennings: Além dos novos personagens, nós vemos o retorno de algumas faces tradicionais. No filme, estão os Twi’leks e Mon Calamari. Existe alguma razão para vermos os Mon Calamari em uma nova versão?

Pablo Hidalgo: O design das cores veio da produção; eu propus que os personagens fossem feitos para um ambiente específico. Eu amo a ideia de diversidade dentro de uma espécie alien. Nós vimos uma variedade de cores dos Mon Calamari em The Clone Wars, fugindo daqueles apenas de aparência vermelha. Eu acredito que os Calamari de cores vermelhas vêm de ambientes mais tropicais, enquanto os mais escuros, como Raddus, vem de ambientes mais gelados.

Dana Jennings: Warwick Davis retornou a Star Wars como Weeteef Cyu-bee, que é um membro da espécie Talpini. Algum fato especial sobre esses pequenos?

Pablo Hidalgo: Algumas pessoas me perguntaram se os Talpani poderiam ser a mesma espécie de Maz Kanata, mas não é o caso. O nome de produção desses Aliens é “Tiny Teef”, porque eles possuem pequenos dentes. Quando o nome oficial passou a Cyu-Bee, eu insisti que o nome fosse seguido ou começasse por Weeteef. Além de manter o seu adorável nome de produção, Weeteef mantém a tradição dos personagens interpretados por Warwick Davis possuírem nomes que começam com W (Wicket, Wald, Weazel, Wollivan e, agora, Weeteef).

Dana Jennings: Em Jedha, nós vemos uns civis bem loucos. Alguns deles estavam envolvidos com uma manta e nem mostravam seus rostos. Podemos assumir que se tratam de humanos sob aquelas capas, ou podem ser quaisquer espécies?

Pablo Hidalgo: A sua cultura indica a sua fé, mas não a sua espécie. Então, pode ser qualquer espécie abaixo daquela manta. 

 

Compartilhe

Sobre o autor

A casa de todos os fãs de Star Wars. Notícias, vídeos, colunas e tudo sobre a maior saga da galáxia.

Deixe seu comentário