Com painel emocionante e cheio de surpresas, Star Wars Celebration celebra os 40 anos da saga

0

O painel “40 years of Star Wars”, que abriu a Star Wars Celebration 2017 na manhã dessa quinta-feira, entrou para a história. Já era esperado que o evento que celebraria os 40 anos da saga seria emocionante. Mas a Lucasfilm e a Disney aumentaram o tom para um outro patamar.

O painel abriu com a apresentação de Warwick Davis, que participou de diversos filmes da saga. Logo, ele chamou a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, que trouxe a primeira grande surpresa: George Lucas. Lógico que o criador de Star Wars não poderia ficar de fora do encontro, mas até o momento o seu nome não estava confirmado. Lucas entrou no palco para o delírio dos fãs presentes. A partir daí, ele conversou com todos os convidados.

Dave Filoni, showrunner de Star Wars Rebels, foi o primeiro a ser chamado. Os dois conversaram sobre a época que trabalharam juntos. Segundo Lucas, “Filoni é um dos seus filhos”. O diretor ainda lembrou que chegava ao escritório pela manhã cheio de ideias malucas, que assustavam a equipe. Seus comandados, no entanto, não abriam mão de atender os pedidos e alcançar missões impossíveis, o que reforça o poder da ILM em criar histórias e técnicas revolucionárias.

Depois, foi a vez de Ian McDiarmid e Hayden Christensen sentarem ao lado de George. Os dois, que interpretaram o Imperador e Anakin Skywalker na saga, falaram sobre suas experiências de filmagens. Hayden brincou que, como qualquer fã, sempre imitava o som dos sabres de luz, inclusive em cena. Muitas vezes, durante a gravação, George Lucas teve que pedir para ele parar de fazer gestos com a boca.

Em seguida, Anthony Daniels, Peter Mayhew e Billy Dee Williams entraram no palco para falar sobre os desafios da trilogia original. Para a alegria geral dos fãs presentes, Mark Hamill e Harrison Ford, cujo nome não estava na lista de convidados, também compareceram.

Dois atores, que não puderam estar presentes, mandaram recados no telão. Liam Neeson disse que foi uma honra trabalhar na saga Star Wars e brincou que um filme de Jar Jar Binks seria feito. Samuel L. Jackson disse que sabia que os Jedi não podiam morrer com quedas altas e, por isso, ele acreditava que Mace Windu deveria voltar para um próximo filme.

Quando todos os convidados saíram, a emoção chegou ao ápice. Primeiro, George Lucas falou sobre Carrie Fisher, a quem ele chamou de “durona, gentil, princesa, general, senadora”. Segundo o diretor, Carrie era única, 1 em 1 bilhão, e nunca será esquecida. Ele e Kathleen Kennedy chamaram Billie Lourd, filha da atriz, que deu continuidade às homenagens e anunciou a exibição de um vídeo de 4 minutos com vários momentos de Carrie, falecida em dezembro de 2016. Assista abaixo:

Após o vídeo, John Williams apareceu com a Orquestra Filarmônica de Orlando e tocou o tema da Princesa Leia. Após finalizar as homenagens à Carrie Fisher, o compositor emendou diversas músicas clássicas da trilogia original.

Por fim, todos nos auditório estavam com os olhos cheios de lágrimas. Um dia para não se esquecer.

Confira os nossos tweets e comentários sobre o painel:

Compartilhe

Sobre o autor

A casa de todos os fãs de Star Wars. Notícias, vídeos, colunas e tudo sobre a maior saga da galáxia.

Deixe seu comentário